Você detém uma dica incrível de leitura sobre melhores práticas em relações governamentais, transparência, combate e corrupção? Mande um e-mail para gente: irelgov@irelgov.com.br


“MBA em Relações Governamentais da FGV: Trabalhos Acadêmicos Selecionados – Volume 1”,

O MBA de Relações Governamentais da FGV pode ser considerado um marco em capacitação na área de RIG (Relações Institucionais e Governamentais), no Brasil e América Latina.

Como é sabido, a literatura especializada em Relações Governamentais ainda é – comparativamente a outras áreas do conhecimento – escassa e, a fim de preencher essa lacuna, selecionamos para esse primeiro volume 20 trabalhos acadêmicos realizados pela Turma 1 do MBA de Relações Governamentais da FGV de Brasília e São Paulo.

A estrutura da publicação acompanha a organização do MBA, dividido em três módulos: estratégico, político-institucional e comunicação. É importante ressaltar que a obra trás um diferencial, ao apresentar campanhas simuladas de relações governamentais e casos de ensino. Afinal, o objetivo de um MBA é aprimorar o conhecimento teórico e prático de seus alunos, apurando suas habilidades e competências.

MBA EM RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS DA FGV: TRABALHOS ACADÊMICOS SELECIONADOS – VOLUME 1

Organizadores:  GOZETTO, ANDRÉA CRISTINA OLIVEIRA e NAVARRO, RODRIGO
Editora: LIFE; Edição: 1 (2019)

Esta obra pode ser adquirida na Livraria FGV-SP

Alunos da UCB produzem conteúdo educacional sobre Rel Gov e Advocacy para auxiliar jovens com interesse em atuar na área de Políticas Públicas

Os alunos de relações internacionais da Universidade Católica de Brasília – UCB,  como parte dos esforços de preparação do V Workshop RI UCB, voltado à temática das relações governamentais e institucionais,  prepararam um conteúdo educacional robusto sobre os temas “Relações Governamentais” e “Advocacy”, sob a orientação do Professor MSc Creomar de Souza, para auxiliar jovens com interesse em atuar na área de Políticas Públicas.

Os arquivos estão disponíveis aqui.

Neste link você vai encontrar:
História do Lobby e Definições
Como falar e tratar com o Governo
Advocacy: Conceito e atores
Manual de Conceitos Básicos
Manual de Políticas Públicas

Lobby e Políticas Públicas

A Editora FGV lança o livro “Lobby e políticas públicas”. A publicação integra a Coleção FGV de Bolso, que pretende ser o mais objetivo possível ao tratar do assunto, sem demonizar a atividade de lobby, tampouco endeusá-la.

Wagner Mancuso e Andréa Gozetto, autores da obra, apresentam uma síntese das principais questões relacionadas à prática do lobby durante o ciclo das políticas públicas no Brasil. Trata-se de uma introdução ao assunto, que gira em torno de oito pontos: o que é lobby; quem são seus agentes (os lobistas); quais são os alvos dessa atividade; em que momentos do processo decisório o lobby está presente; como o lobby é feito nesses diversos momentos; quão influentes são os lobbies; que contribuições e problemas tal prática pode acarretar; e como enfrentar o desafio de regulamentar esse fenômeno.

“O lobby é um fenômeno onipresente na política brasileira. Está presente em cada decisão parlamentar ou governamental que afeta nos¬sas políticas públicas. No entanto, esse fenômeno ainda tem recebido atenção muito escassa da academia e da sociedade. É chegada a hora de recolocar os grupos de interesse no centro das atenções”, destacam os autores.

LOBBY E POLÍTICAS PÚBLICAS

Autores: MANCUSO, WAGNER PRALON e GOZETTO, ANDRÉA CRISTINA OLIVEIRA
Editora: FGV; Edição: 1 (2018)

Lobby Desvendado – Democracia, Políticas Públicas E Corrupção No Brasil Contemporâneo

Uma profunda análise acadêmica, fundada em dados e estatísticas, sobre as experiências internacionais e características nacionais do lobby.

Qual é a imagem que lhe vem à cabeça quando se fala de um lobista? No cenário político nacional, caracterizado por excessiva polarização, pouco diálogo e muita desinformação, esta obra contribui para a análise e compreensão do lobby em suas diferentes perspectivas. Entender o papel das relações governamentais no contexto brasileiro atual, seus desafios, melhores práticas e sua relação com a corrupção é um dos objetivos deste livro. Para além desse mérito, adquire foco prático ao expor modelos de regulação da atividade, a serem estabelecidos em pilares éticos, legais e eficientes, cujo conteúdo atenda aos anseios de quem pretende influenciar políticas públicas em conformidade com o interesse público.

LOBBY DESVENDADO – DEMOCRACIA, POLÍTICAS PÚBLICAS E CORRUPÇÃO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO.

Autores: SELIGMAN,MILTON E MELLO, FERNANDO.
Editora: RECORD.

Networks of Outrage and Hope: Social Movements in the Internet Age

This book is an exploration of the new forms of social movements and protests that are erupting in the world today, from the Arab uprisings to the indignadas movement in Spain, and the Occupy Wall Street movement in the US. While these and similar social movements differ in many important ways, there is one thing they share in common: they are all interwoven inextricably with the creation of autonomous communication networks supported by the Internet and wireless communication.

In this timely and important book, Manuel Castells – the leading scholar of our contemporary networked society – examines the social, cultural and political roots of these new social movements, studies their innovative forms of self-organization, assesses the precise role of technology in the dynamics of the movements, suggests the reasons for the support they have found in large segments of society, and probes their capacity to induce political change by influencing people’s minds.

Based on original fieldwork by the author and his collaborators as well as secondary sources, this book provides a path-breaking analysis of the new forms of social movements, and offers an analytical template for advancing the debates triggered by them concerning the new forms of social change and political democracy in the global network society.

NETWORKS OF OUTRAGE AND HOPE: SOCIAL MOVEMENTS IN THE INTERNET AGE

Autor: CASTELLS, MANUEL
Editora: POLITY PRESS; Edição: 1

Retórica de Aristóteles

Finalmente chega ao Brasil com texto integral Retórica de Aristóteles em primorosa tradução feita por Edson Bini direto do idioma grego traz notas e numeração de Immanuel Bekker. Esta é uma das mais influentes obras mundo afora nos universos filosóficos políticos e forenses. Para Aristóteles a retórica ou oratória é a arte do discurso que visa à persuasão. Este tratado aborda assim de maneira ao mesmo tempo instigante original e altamente instrucional um tema que permanece universal e atual do interesse indiscutível de todos nós: estudantes estudiosos e profissionais da linguística da ética da política do direito da psicologia intelectuais em geral e numa palavra profissionais de todas as áreas em que o discurso persuasivo se faz necessário. A Retórica por sua própria temática é uma das obras exotéricas de Aristóteles que se destaca pela leveza e maior acessibilidade de sua exposição distando dos tratados esotéricos que primam pela abstração das ciências especulativas na expressão do mestre do Liceu.

RETÓRICA

Autor: ARITÓSTELES.
Tradução: EDSON BINI.
Editora: EDIPRO; Edição: 1

A Espiral do Silêncio – Opinião Pública: Nosso Tecido Social

Lançado originalmente em 1982, na Alemanha, o livro teve grande impacto no desenvolvimento das pesquisas em comunicação e psicologia social em todo o mundo, tornando-se um verdadeiro clássico.

A pesquisa feita por Elisabeth Noelle-Neumann jamais deixou de ser atual e, ainda hoje, em tempos de politicamente correto, acaba descrevendo com precisão a nossa conturbada política. A autora propõe, neste livro de referência, um estudo da sua hipótese da teoria da espiral do silêncio, título que se tornou expressão corrente no estudo da mídia. Trata-se de uma abordagem fundamental para a análise da relação entre os meios de comunicação e o controle social.

Há muito tempo, pesquisadores têm percebido que a verdadeira opinião pública não é exatamente aquela apontada por pesquisas de opinião. Há componentes menos racionais que atuam na aprovação ou desaprovação de comportamentos e ideias, de modo que os processos de influência da opinião pública baseados em pura racionalidade tendem a falhar.

A crença na opinião pública perfeitamente racional e informada faz parte da utopia democrática, o que deixa de lado o medo e a ameaça constante do isolamento social, presente em sociedades democráticas ou ditaduras. Os efeitos das pesquisas de opinião costumam ter mais poder de determinar a opinião do que de mostrar a verdadeira feição dela em uma sociedade. Isso foi percebido por pesquisadores como Lazarsfeld, mas somente a hipótese da teoria da espiral do silêncio propôs uma investigação mais aproximada sobre a real natureza da opinião pública. Compreendê-la significa analisar os poderes sobre os quais estamos submetidos. O medo do isolamento social, presente em algum nível em todos os indivíduos, parece ser uma força essencial para as análises da psicologia social.

ESPIRAL DO SILÊNCIO, A
OPINIÃO PÚBLICA: NOSSO TECIDO SOCIAL

Autora: NOELLE-NEUMANN, ELISABETH.
Editora: ESTUDOS NACIONAIS.

You Are the Message: Getting What You Want by Being Who You Are

When you communicate with others, everything that makes you unique comes into play. From your appearance to your voice, from your beliefs to your life experience, you’re constantly sending signals about the kind of person you are. All of these signals, such as your facial expressions, your body movements, your vocal pitch, and more, are powerful and important in convincing others of your message.

In You Are the Message, Roger Ailes argues that each and every one of us has the tools within us to persuade and influence others. And in this practical, sensible and entertaining book, you’ll learn how to present a message so compelling that even your most stubborn detractor will see the merit of your ideas.

YOU ARE THE MESSAGE: GETTING WHAT YOU WANT BY BEING WHO YOU ARE

Autor: AILES, ROGER.
Colaborador: KRAUSHAR, JON
Editora: PAPERBACK

Lobbying for Change: Find Your Voice to Create a Better Society

We need effective citizen-lobbyists – not just likers, followers or even marchers – more than ever. I have no hesitation in lobbying you to read this book.’
Bill Emmott, former editor in chief, the Economist.

Muitas sociedades democráticas estão passando por uma crise de fé. Os cidadãos estão deixando clara sua frustração com seus governos supostamente representativos, que, ao contrário, parecem movidos pelos interesses de grandes empresas, indivíduos poderosos e ricos grupos de lobby.

O que podemos fazer sobre isso? Como consertamos a democracia e ouvimos nossas vozes?

A resposta, argumenta Alberto Alemanno, é tornar-se criadores de mudanças – lobistas cidadãos. Usando nossas habilidades e talentos e mobilizando outros, podemos trazer mudanças sociais e políticas. Quem quer que você seja, você tem poder e este livro mostrará como soltá-lo.LOBBYING FOR CHANGE: FIND YOUR VOICE TO CREATE A BETTER SOCIETY.

Autor: ALEMANNO, ALBERTO.
Editora: ICON BOOKS.

Shapeholders: Business Success in the Age of Activism

Shapeholders, é um termo ainda pouco difundido no meio empresarial. Quando se traça um plano de negócios, no contexto no qual se insere uma organização são identificadas pessoas e instituições que podem influenciar o desenvolvimento de suas atividades, cujas decisões podem mudar o ambiente de negócios. Esses influenciadores são normalmente chamados de stakeholders. Kennedy, no entanto, esclarece que muitos desses stakeholders, na sua visão, são na verdade shapeholders.

“Shapeholders modelam o futuro das empresas ou das organizações”, explica Kennedy. Lembrando que a palavra shape, em português, significa forma ou formato. Enquanto decisões e ações dos stakeholders influenciam os caminhos atuais das corporações, os shapeholders determinam como serão essas entidades no futuro, apontando caminhos que essas empresas deverão seguir, de forma espontânea ou imposta, alterando o ambiente de negócios, formatando novas oportunidades ou apontando novos riscos.

_ In Shapeholders: Business Success in the Age of Activism, former congressman, Fortune 500 executive, and university president Mark Kennedy argues that shapeholders, as much as stakeholders, have significant power to determine a company’s risks and opportunities, if not its survival. Many international, multi-billion-dollar corporations fail to anticipate activism, and they flounder on first contact. Kennedy zeroes in on the different languages that shapeholders and companies speak and their contrasting metrics for what constitutes acceptable business practice. Executives, he argues, must be visionaries who find profitable—and probable—collaborations to diffuse political tensions. Kennedy’s decision matrix helps corporations align their business practices with shapeholder interests, anticipate their demands, and assess changing moral standards so that together they can plan a profitable route forward. _

SHAPEHOLDERS: BUSINESS SUCCESS IN THE AGE OF ACTIVISM.

Autor: KENNEDY, MARK R. .

Editora: COLUMBIA BUSINESS SCHOOL PUBLISHING.

 

Agenda:

Para receber as novidades, materiais e artigos do IRELGOV diretamente em seu e-mail


Inscreva-se